União Europeia determina que sejam feitos testes de resistência em usinas nucleares da região

Agência Lusa
 
Brasília – A União Europeia anunciou hoje (25) a determinação para que os países que integram o bloco façam testes de resistência nas 143 usinas nucleares existentes na região. Os resultados dos testes serão divulgados em abril de 2012. A decisão foi em função dos acidentes radioativos ocorridos na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, após o terremoto seguido por tsunami, em 11 de março, no Japão.

 
A iniciativa na Europa ocorreu em meio a várias discussões envolvendo o executivo comunitário e as entidades reguladoras dos 27 países que integram o bloco. O objetivo é buscar alternativas preventivas para evitar catástrofes naturais e acidentes de origem humana, como por exemplo “acidentes de aviação e ataques terroristas”.

 
A decisão gera uma série de especulações e dúvidas. Para alguns líderes, como os representantes de Bruxelas, há desconfianças sobre o rigor dos testes, pois as respostas serão fornecidas pelos próprios operadores das centrais.

 
Uma vez apresentadas as respostas, elas serão analisadas pelos reguladores nacionais para a elaboração dos relatórios por país. A última etapa será feita por equipes de especialistas multinacionais.

 
No Japão, os abalos sísmicos causaram rachaduras e derretimento de parte dos reatores da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, gerando vazamentos e explosões. O nível de radioatividade foi considerado elevado no ar, na água e na terra. Moradores de várias cidades ao redor da usina foram obrigados a deixar suas casas.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas