Fechado o último lixão que poluía a Baía de Guanabara

O lixão de Guapimirim, situado às margens da Baía de Guanabara, foi o último a ser desativado. Agora, o lixo de Guapimirim irá para o aterro sanitário de Itaboraí

O Fluminense


O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, e a presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos, desativaram, nesta terça-feira o lixão do município de Guapimirim. A área, de 60 mil metros quadrados e que funcionava desde 1985, recebia diariamente cerca de 35 toneladas de resíduos por dia e despejava litros de chorume em rios que desembocam na baía. Agora, o lixo de Guapimirim irá para o aterro sanitário de Itaboraí.


O lixão de Guapimirim é o último situado às margens da Baía de Guanabara a ser fechado. Desde o início do ano, com a entrada em funcionamento das Centrais de Tratamento de Resíduos (CTR) de Seropédica, São Gonçalo e Belford Roxo, os depósitos de Gramacho, Babi e Itaóca também foram desativados. Situado em meio à vegetação de Mata Atlântica, espaço agora ganhará plano de recuperação.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas