Nigéria confirma novos casos de ebola e duas mortes

Casos são concentrados em Lagos, segundo o governo local.
Epidemia já causou quase 900 mortes em quatro países.


France Presse

A Nigéria confirmou nesta quarta-feira (6) cinco novos casos de ebola em Lagos e uma segunda morte pelo vírus, o que eleva o total de casos na maior cidade da África subsaariana a sete.

"A Nigéria registrou sete casos confirmados do vírus ebola", afirmou o ministro da Saúde, Onyebuchi Chukwu, após a confirmação de um segundo caso na segunda-feira (4).

Os mortos no país são um liberiano que chegou infectado a Lagos em 20 de julho e uma enfermeira que atendeu o paciente, segundo o ministro.

"Todos os nigerianos diagnosticados com o vírus ebola foram contatos primários de Patrick Sawyer, que trabalhava para o ministério das Finanças da Libéria e foi contagiado por sua irmã", explicou Chukwu.

Sawyer viajou a Nigéria, o país de maior população do continente africano, para participar em uma reunião de políticos do oeste da África.

Ele morreu em quarentena no dia 25 de julho e, desde então, o hospital no qual ficou internado foi isolado.

Os cinco pacientes com ebola são atendidos em um local isolado em Lagos, informou o ministro.

Desde o início do surto da doença, há alguns meses, a febre hemorrágica provocou a morte de quase 900 pessoas e infectou mais de 1.600 na África ocidental. Os outros casos foram registrados em Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas