A mais potente locomotiva eléctrica do mundo irá funcionar na Sibéria

Na Rússia, encontram-se em fase de conclusão, os testes de certificação da locomotiva eléctrica de corrente alternada, 4ES5K, que será a mais potente do mundo. Já no próximo ano será possível a produção em série dessa máquina potente, denominada Yermak.


Oleg Nekhai | Voz da Rússia

Yermak – nome do chefe guerreiro cossaco que, no final do séc. XVI, conquistou a Sibéria para o Estado Russo. Agora, a moderna locomotiva de quatro secções Yermak carregará, entre a Sibéria e o Extremo Oriente, carruagens de transporte de mercadorias com um peso até sete mil toneladas.


Rússia, Sibéria, locomotiva eléctricaFoto: RIA Novosti/Aleksandr Pogotov

A máquina tem uma grande potência, mais de 13 mil quilowatts, o que lhe permite puxar comboios pesados. A locomotiva conta ainda com um novo sistema de microprocessadores para a condução, com um alargado leque de funções de diagnóstico do equipamento. Este sistema permite a transmissão de informação de diagnóstico para os centros de reparação e as fábricas para que a resolução de problemas seja célere. A utilização do novo sistema de travagem através de mudanças permite uma redução de consumo de energia eléctrica na ordem dos 15%. Será de referir que a velocidade de cruzeiro com uma carga de 7.100 toneladas é de 50 – 60 km/h.

É óbvio que uma locomotiva tão potente é bastante necessária nas vastidões da Sibéria e do Extremo Oriente do país. Os RZD (Caminhos de Ferro Russos) necessitam mais de 50 equipamentos desse tipo até 2020, refere o diretor do projeto da locomotiva eléctrica de corrente alternada da Fábrica de Locomotivas Eléctricas de Novocherkassk, Valeri Zadorozhny:

“Eles vão para o polígono oriental, o mais provável é que seja para a linha entre o Oriente e a Sibéria, a que fica para lá do Baikal, no extremo Oriente – na via Transiberiana. Trata-se de um equipamento muito potente e só pode ser utilizado na cooperação com o nosso vizinho oriental, o que é bastante atual nos últimos tempos. Trata-se de um elemento muito importante para o transporte de mercadorias para a China. O Transiberiano vai ao longo da fronteira chinesa, e nele é transportado gás, carvão, madeira”.

Além disso a nova locomotiva irá circular na estrada de ferro entre Baikal e Amur, a norte da linha Transiberiana. E se usarmos o Yermak em planícies, ele poderá transportar até 9000 toneladas.

Atualmente, na fabricação do Yermak ainda são utilizadas algumas peças de fabricção estrangeira, nomeadamente ucraniana. Contudo, a locomotiva pode ser fabricada exclusivamente com peças russas.

O recurso a novas locomotivas irá aumentar substancialmente a capacidade da rede ferroviária russa. De acordo com os peritos, o aumento de capacidade de transporte de mercadorias da linhas Transiberiana e Baikal – Amur irá aumentar e atingirá, em 2020, dezenas de milhares de toneladas. Assim, por muito tempo, não faltará trabalho a locomotivas como Yermak.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas