Caso de ebola é diagnosticado na Escócia, diz governo

Governo escocês confirmou um caso de ebola diagnosticado em Glasgow.
Trata-se de um profissional da saúde que voltou de Serra Leoa.


Do G1, em São Paulo

Um caso de ebola foi diagnosticado na Escócia, afirmou o governo local nesta segunda-feira (29). O caso foi identificado em Glasgow, de acordo com a agência France Presse.

Segundo um comunicado de imprensa divulgado pelo governo escocês na tarde desta segunda-feira, o paciente é um profissional de saúde que estava trabalhando no combate ao ebola na África Ocidental. Ele voltou de Serra Leoa para Glasgow, na Escócia, na noite deste domingo (28), depois de fazer escalas no Aeroporto de Casablanca, no Marrocos, e no Aeroporto de Heathrow, em Londres.

O paciente deu entrada no hospital na manhã desta segunda-feira, depois de se sentir mal, e foi colocado em isolamento às 7h50, no horário local (5h50 no horário de Brasília). "Todos os possíveis contatos com o paciente estão sendo agora investigados e qualquer um considerado em risco será contatado e monitorado de perto. No entanto, tendo sido diagnosticado em estágio muito precoce da doença, o risco para outras pessoas é considerado extremamente baixo", afirma o comunicado do governo.

Este é o primeiro caso de ebola diagnosticado no Reino Unido. Em agosto, um enfermeiro britânico foi infectado por ebola depois de trabalhar no combate à doença em Serra Leoa. Ele recebeu o diagnóstico em Serra Leoa e foi posteriormente transportado para Londres, onde recebeu tratamento no Hospital Royal Free. Ele teve alta no início de setembro.

"Nossos primeiros pensamentos neste momento devem estar com o paciente diagnosticado com ebola e seus amigos e familiares. Desejo a eles uma recuperação rápida", afirmou a primeira-ministra Nicola Sturgeon, em nota divulgada pelo site do governo escocês. "Nosso serviço de saúde tem a experiência e as instalações necessárias para garantir que casos confirmados de ebola como este sejam contidos e isolados, diminuindo efetivamente qualquer potencial de disseminação da doença."

Mais de 20 mil infectados

Nesta segunda-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que o número de pessoas infectadas por ebola nos três países mais afetados pela epidemia já passou de 20 mil, com mais de 7.842 mortes até o momento.

O número total de casos em Serra Leoa, Libéria e Guiné chegou a 20.081, de acordo com uma declaração da OMS. Mais de um terço são casos confirmados em Serra Leoa, que se tornou o país mais severamente afetado pela epidemia até o momento.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas