Expedição revela imagens inéditas de corais na foz do Amazonas


Um submarino do Greenpeace está revelando as riquezas do recife de corais gigante na foz do Amazonas


Giovana Girardi | Estadão

Revelado pela ciência em abril do ano passado, um recife de corais ‘escondido’ 120 metros abaixo da pluma de sedimentos do rio Amazonas só agora está ganhando suas primeiras fotos. 



Imagem feita por submarino em recife de corais na foz do Amazonas. Crédito: Greenpeace
Imagem feita por submarino em recife de corais na foz do Amazonas. Crédito: Greenpeace

As imagens estão sendo produzidas em expedição do Greenpeace com um submarino tripulado, com o objetivo de mostrar as riquezas desse ecossistema. A formação gigante se estende por 9.500 km², do norte do Maranhão até a fronteira com a Guiana Francesa.

A descoberta foi anunciada no ano passado em artigo na revista Science Advances após confirmação da existência do recife em um cruzeiro de pesquisa realizado em setembro de 2014. Na ocasião, os cientistas alertaram que a riqueza poderia ser ameaçada pela exploração de petróleo, uma vez que a região tem centenas de blocos de combustíveis fósseis.

De lá para cá, processos de licenciamento ambiental de empresas como Total e BP já começaram. Daí a intenção do Greenpeace de mostrar em mais detalhes o que está em jogo. 



Postar um comentário

Postagens mais visitadas