Reconstrução após incêndios no Chile vai durar mais de ano

Governo chileno põe fim a estado de emergência decretado no país, após semanas de incêndios que devastaram florestas e queimaram mais de 1,6 mil casas, causando prejuízos de cerca de 330 milhões de dólares.


Isabel Allende | Deutsch Welle

O governo chileno calcula que a reconstrução das casas queimadas pelos incêndios florestais que assolaram sete regiões do país poderá levar, em alguns casos, mais de um ano, segundo informações do ministro chileno da Fazenda, Rodrigo Valdés, citado neste domingo (05/02) pelo jornal "El Mercurio".


default
Diversos países, inclusive o Brasil, enviaram aviões para ajudar no combate ao fogo

Depois de assolar o país por várias semanas, o fogo matou 11 pessoas e destruiu 1.624 casas, causando prejuízos de cerca de 330 milhões de dólares, segundo informações do Ministério da Fazenda.

No sábado, o governo pôs fim ao estado de emergência decretado em 26 de janeiro último e informou que novos focos significantes de incêndio não foram detectados. No entanto, a presidente Michelle Bachelet advertiu que o país deve continuar vigilante, pois a temporada de incêndios florestais dura até abril.

Estes são "os piores incêndios que o Chile já sofreu em sua história (...) mas a maioria deles está agora sobre controle", afirmou Bachelet. "Isso não significa, no entanto, que vamos baixar a guarda."

Destruição pelo fogo


A chegada das chuvas e a queda de temperaturas ajudaram a conter o alastramento do fogo. "Estamos nos aproximando do fim dessa mega-emergência", afirmou Aaron Cavieres, chefe da Corporação Nacional Florestal (Conaf).

De acordo com o último informe da Conaf, os incêndios florestais ativos no Chile foram reduzidos a 50 neste domingo, dos quais 7 estão em fase de combate, 34 estão sob controle e 9 são considerados extintos. Desde o início da atual temporada de incêndios florestais, em julho do ano passado, houve 3.112 incêndios florestais no país, acrescentou o relatório.

Segundo o órgão, desde julho de 2016, mais de 5.860 quilômetros quadrados de florestas e terras agrícolas foram destruídos pelo fogo, incluindo mais de 3,7 mil quilômetros quadrados incendiados desde o início deste ano.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas