Fogo volta a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, na Grande BH

De acordo com o Corpo de Bombeiros, incêndio atingiu uma mata da Copasa que, recentemente, foi integrada ao parque. Militares informaram que as chamas atingem copas de árvores altas


Por G1 MG, Belo Horizonte


O fogo voltou a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, na noite desta quinta-feira (14), no bairro Pongelupe, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte, informou o Corpo de Bombeiros. De acordo com a corporação, o incêndio atingiu uma mata da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) que, recentemente, foi integrada ao parque. Às 15h25, o fogo estava controlado.

Bombeiros combatem fogo na Serra do Rola Moça nesta sexta-feira. (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Bombeiros combatem fogo na Serra do Rola Moça nesta sexta-feira. (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Na manhã desta sexta-feira (15), os militares informaram que as chamas atingiam copas de árvores altas. Trinta e um bombeiros trabalham no combate, além de brigadistas da Copasa, com o auxílio de um helicóptero, um caminhão do Corpo de Bombeiros e um caminhão-pipa.

No fim da manhã, outro incêndio foi registrado próximo a entrada do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, também no Barreiro. Por volta das 13h, a corporação informou que este foco foi controlado e que vegetação rasteira foi queimada.

Os bombeiros informaram que há focos em lugares diferentes, o que caracteriza ação incendiária intencional. Ventava muito no local. O incêndio no Rola Moça, na Região do Barreiro, tinha sido controlado na quarta-feira (13).

O fogo começou em uma área perto das torres de energia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). De acordo com o Corpo de Bombeiros, os acessos ao parque estavam sendo monitorados, após um grande incêndio que consumiu uma grande área da unidade de conservação.

Durante o trabalho de combate, os militares se depararam com um corpo em estado avançado de decomposição, nesta sexta-feira (15). O local foi isolado para atuação da perícia. Segundo o Corpo de Bombeiros, não há identificação, e a morte não foi relacionada com o incêndio em andamento.

Semana passada

Na semana passada, outro incêndio destruiu 1,2 mil hectares da Serra do Rola Moça - destes, 550 hectares ficam dentro da área do parque.

O combate às chamas durou quatro dias, segundo o Corpo de Bombeiros. O impacto maior foi na vegetação, mas há uma área de manancial que foi queimada e causa impacto na infiltração da água no solo.

As queimadas diminuem a produtividade, fundamental para alimentação dos animais que estão no parque como insetos, sapos, lobos-guará, raposa, dentre outros. A recuperação leva de 20 a 30 anos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas