Neve isola 13 mil turistas em resort de esqui suíço

Ameaça de avalanches obrigou administração local a fechar todos os acessos a Zermatt. Perigo é atribuído à grande quantidade de neve acumulada nas encostas das montanhas.


Deutsch Welle

Cerca de 13 mil turistas estão ilhados na cidade suíça de Zermatt, perto do pico do Matterhorn, depois de as autoridades ordenarem a interdição das pistas de esqui, ferrovias, teleféricos e estradas que dão acesso à cidade. As medidas foram tomadas pela administração local devido ao perigo agudo de avalanches de neve, que podem ser causadas pela grande quantidade de neve acumulada nas encostas das montanhas.


Turistas fazem fila para entrar em helicóptero em Zermatt
Alguns turistas conseguiram deixar Zermatt em helicópteros, mas no dia seguinte os voos foram suspensos

Janine Imesch, do departamento de turismo de Zermatt, disse nesta terça-feira (09/01) que o fornecimento de eletricidade foi normalizado na cidade e que nenhuma pessoa correu riscos, porque as autoridades fecharam o acesso às pistas de esqui e aos trilhos no dia anterior. "Não há qualquer motivo para pânico, está tudo bem", concluiu Imesch.

O site de turismo da cidade informou não ser possível, desde a segunda-feira, sair ou entrar na cidade, anunciando também que havia ocorrido, temporariamente, um "corte do fornecimento de eletricidade em toda Zermatt".

As autoridades informaram que vão tentar produzir avalanches controladas, através de explosões, para tentar liberar pelo menos as ferrovias que dão acesso ao lugar.

A própria localidade de Zermatt não corre risco de sofrer avalanches. "Não há pânico ", disse Imesch. "A atmosfera da cidade é aconchegante", garantiu.

Nesta terça-feira, alguns turistas que tinham mais urgência em sair foram retirados do local com ajuda de helicópteros. Entretanto, os voos foram suspensos e não foram previstos novos transportes aéreos nesta quarta-feira.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas