Anglo American diz que segundo rompimento em mineroduto atingiu ribeirão e fazenda em MG

Incidente aconteceu na noite desta quinta-feira (29) e foi o segundo em menos de um mês no mineroduto Minas-Rio. Empresa dará férias coletivas e terá que reprogramar entregas.


Por Humberto Trajano e Raquel Freitas | G1 MG, Belo Horizonte

O presidente da mineradora Anglo American, Ruben Fernandes, afirmou na tarde desta sexta-feira (30) que o novo rompimento no mineroduto Minas-Rio atingiu uma fazenda, além do Ribeirão Santo Antônio, na Zona da Mata mineira. Este é o segundo rompimento em Santo Antônio do Grama em menos de 20 dias.

Polpa de minério de ferro atingiu o Ribeirão Santo Antônio nesta quinta-feira (29), segundo a Defesa Civil de Santo Antônio do Grama (Foto: Defesa Civil de Santo Antônio do Grama/Divulgação)
Polpa de minério de ferro atingiu o Ribeirão Santo Antônio nesta quinta-feira (29), segundo a Defesa Civil de Santo Antônio do Grama (Foto: Defesa Civil de Santo Antônio do Grama/Divulgação)

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), além de 174 toneladas de polpa de minério que foram despejadas no curso d'água, 470 toneladas atingiram áreas do entorno. A informação foi confirmada pela assessoria da mineradora.

“Cerca de 174 toneladas caíram para o córrego Santo Antônio, mesmo córrego anterior. E, como o vazamento foi muito próximo do córrego, parte do minério ultrapassou o córrego e atingiu uma fazenda vizinha. (...) É uma área pequena, mas é uma área que a gente vai ainda recuperar”, explicou Fernandes.

Logo após o vazamento, o Ibama suspendeu a licença ambiental do mineroduto. O primeiro rompimento aconteceu no dia 12 de março, durou cerca de 45 minutos e despejou 300 toneladas de polpa no ribeirão.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas