Avaliam plano de emergência em prol de antílope endêmico de Angola

Uma oficina de Proteção da palanca negra gigante, um antílope endêmico de Angola, é organizada hoje pelo Ministério do Meio Ambiente em associação com a Fundação Kissama face à aplicação do plano de emergência em prol dessa espécie silvestre.


Prensa Latina

Luanda - No encontro se discutirá o plano emergência de março a junho e o de transição de julho próximo a dezembro de 2019, apoiados por um decreto presidencial de janeiro de 2018 mediante o qual se criou um comitê executivo para o acompanhamento ao reforço das medidas de conservação do animal em perigo de extinção, que só vive em Malanje (centro).


Além do comitê executivo, que será coordenado pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República Frederico Manuel Cardoso, se apresentará a unidade técnica, que será coordenada pelo presidente da Fundação Kissama, Vladimir Russo.

Do comitê são membros os ministros de Defesa Nacional, Interior, Ambiente, Hotelaria e Turismo, e o secretário do Presidente da República para os Assuntos Locais e Regionais.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas