Primeira agência da Alemanha para água da chuva

Criada em Berlim, agência terá papel fundamental no processo de adaptação da capital alemã às mudanças climáticas. Com aquecimento global, cidade deve sofrer com chuvas intensas e inundações.


Clarissa Neher | Deutsch Welle

Nos últimos anos, a quantidade de temporais em Berlim tem aumentado significativamente. Alagamento de ruas e porões estão se tornam algo frequente na cidade. As perspectivas para o futuro não são nada promissoras: o aquecimento global tratará consigo climas mais extremos e constantes chuvas com grande volume de precipitação em pouco tempo.

Ciclista pedala em rua inundada em Berlim
Ruas inundadas estão se tornam comuns quando chove forte em Berlim

Para encontrar soluções antes de o problema se agravar ainda mais, o governo de Berlim criou a Agência da Água da Chuva, a primeira do tipo em toda a Alemanha. A agência está sediada na empresa pública de saneamento da cidade, a Berliner Wasserbetriebe.

Segundo a secretária estadual de meio ambiente, transporte e proteção climática, Regine Günther, a nova agência terá um papel central no processo de adaptação de Berlim para as mudanças climáticas.

Formada por três especialistas em técnicas ambientais, urbanismo e administração da água, a equipe terá como principal missão evitar a inundação do sistema de esgoto da cidade, que em determinadas áreas é do século 19, quando chove demais. Estratégias para aprimorar o uso da chuva e melhorar seu escoamento serão desenvolvidas com base em informações que a agência reunirá sobre precipitações na cidade.

A agência também deve ser a ponte entre as autoridades e cidadãos, prestando assessoria para colocar em práticas essas estratégias. Entre as ideias iniciais estão soluções sustentáveis, como a instalação de cisternas em futuras construções para reaproveitar a água da chuva em descargas, a criação de pequenos lagos em aéreas verdes, que contribuem para criar um microclima agradável em ondas de calor, além do planejamento de ruas e calçadas que não sejam completamente cobertas de concreto.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas