Trilha de mais de 3000 km vai ligar Rio de Janeiro a Rio Grande do Sul pela Mata Atlântica

O Caminho da Mata Atlântica (CMA) é inspirado em "megatrilhas" e tem por objetivo engajar a sociedade e estimular atividades econômicas sustentáveis


Folha Vitória

Já imaginou uma trilha de mais de 3000 km pelo meio da floresta do Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul? O Caminho da Mata Atlântica (CMA), organizado por instituições de proteção ambiental, voluntários, usuários, governo e operadores de turismo segue toda a cadeia montanhosa da Serra do Mar, do Parque Nacional dos Aparados da Serra-RS ao Parque Estadual do Desengano-RJ, passando pelos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul em uma série de locais de grande potencial turístico e de conservação da natureza.

Reprodução

"Com a proposta de conectar trilhas, caminhos e travessias, muitos já existentes, o CMA é também uma maneira de aprimorar o sistema de trilhas e as opções de lazer ao ar livre, aproximar as pessoas da Mata Atlântica e promover a importância das áreas protegidas para a economia, o lazer e a saúde", diz o site do projeto.

O Caminho da Mata Atlântica foi apresentado pela primeira vez durante o VII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), em 2012.

O conceito se baseia na Appalachian Trail, nos Estados Unidos. De acordo com o projeto, "trilhas de longo curso são uma estratégia reconhecida de engajamento da sociedade, estímulo a atividades econômicas sustentáveis e várias apresentam resultados concretos de proteção e recuperação de corredores. Às vezes com milhares de quilômetros, essas trilhas permitem que uma pessoa percorra a pé grandes trechos em ambiente natural, conectando diversas áreas protegidas e conquistando muitos parceiros para os esforços de conservação".

Postar um comentário

Postagens mais visitadas